O que eu levo nas minhas cicloviagens

Já li muitas matérias na internet sobre o que levar para uma cicloviagem. Com o intuito de ajudar quem esta se preparando para uma longa viagem crio agora o meu meu próprio artigo.

Criei um vídeo mostrando tudo o que carrego, da mesma forma que o Daren Alf do BicycleTouringPro.com fez. Segue abaixo:

Para carregar todos os meus itens eu utilizo:

  • Par de Alforges Ortlieb Back-Roller Classic 40 lts
  • Mochila para trekking Quechua – 40 lts
  • Bolsa de Guidão Deuter
  • Bolsa de Quadro Btwin

Alforge traseiro direito

  • Necessaire para itens de banho
  • Shampoo, desodorante, perfume, gel de cabelo, escova de dente, lentes de contato, pente, fio dental, limpador de lentes, saboneteira, lixa, pasta de dente
  • Blusa (Anorak) Quechua
  • Fleece da Columbia
  • Camiseta sintética
  • Toalha sintética Ultraleve
  • Gorro de Lã natural
  • Camiseta de algodão
  • Meia sintética grossa para caminhada
  • Underwear
  • Camisa algodão manga comprida
  • Meia de algodão
  • Shorts/Calça sintético
  • Sunga
  • 2 cuecas sintéticas
  • Luva Ski
  • Calça Jeans
  • Calça Impermeavel Quechua
  • Cobertor Aluminizado
  • Manuais de Instrução

Alforge traseiro esquerdo

  • Saco Estanque para equipamentos eletronicos
  • Carregador da Camera Fotografica
  • Carregador do iPod
  • HD Externa 500gb
  • Cabo USB
  • Tomada Universal
  • Token Banco
  • Esponja
  • Fogareiro Whisperlite International
  • Panela Aluminio Peq.
  • Isqueiro
  • Pano para Limpeza
  • Panela aluminio com Teflon
  • Kit Remédios
  • Isolante Térmico
  • Ferramentas
  • Gaita
  • Tampoes de Ouvido
  • Lanterna de Cabeça
  • Cadeado
  • 5mts de corda fina

Bolsa de Guidão

  • Bussola
  • Regua
  • Caixa de oculos dura
  • Mini tripé para maquina fotografica
  • iPod
  • Camera Digital
  • Carteira
  • Chaves c/ Apito Emergencia
  • Boné tipo explorador
  • Luvas de Ciclismo
  • Pescoceira Sintetica
  • Guia de Viagens América do Sul
  • Passaporte
  • Bolsa de Dinheiro
  • Spray de Pimenta
  • Purificador de Água

Mochila

  • Pneu Kevlar
  • Capa de Chuva p/ Mochila
  • Saco de Dormir p/ -15
  • Saco Estanque
  • Barraca Manaslu Discovery Mountain

No corpo

  • Bota de Caminhada a prova dagua Nomade
  • Camiseta Algodao
  • Shorts Ciclismo
  • Cueca
  • Meia Sintetica
  • Crocs

Bolsa de Quadro na Bicicleta

  • Bomba de Ar
  • Garrafa dagua
  • Ferramenta Geral
  • Canivete Suico
  • Camara de Ar
  • Kit Reparos de Camara
  • Lanterna de Emergencia
  • LLubrificante Finish Line
  • Extrator de Corrente
  • Ferramentas de Boca

Na bicicleta

  • Cadeado Espiral grande
  • Ciclocomputador
<object width=”480″ height=”385″><param name=”movie” value=”http://www.youtube.com/v/fnKxkobqzJc?fs=1&amp;hl=pt_BR&amp;rel=0″></param><param name=”allowFullScreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube.com/v/fnKxkobqzJc?fs=1&amp;hl=pt_BR&amp;rel=0″ type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”480″ height=”385″></embed></object>

Dia 7 – 198 km – Lago Escondido, Tolhuin e muita hospitalidade

Passamos mais tempo do que esperavamos em Ushuaia, mas tudo bem, a cidade é maravilhosa e a conhecemos de ponta a ponta. A cada minuto que passa ficamos muito felizes com a hospitalidade do povo Argentino. Dia 17 fomos ao Glaciar Perito Moreno já no final da tarde e tivemos o prazer de conhecer o Jorge, segurança noturno do parque que gentilmente ao pedirmos água nos convidou ao abrigo onde pudemos tomar um bom café e conversar desde a economia da Argentina às praias brasileiras.

No outro dia uma surpresa, chegaram 5 cicloturistas. Um casal de ingleses, um americano e um casal de canadenses que sairam de sua casa no Canada e não pararam de pedalar por 2 anos e meio, haviam acabado de chegar em seu destino final. Eles nos ajudaram bastante dando muitas dicas sobre como operar os nossos fogareiros e sobre o caminho que enfretaremos pela frente, afinal, ninguem melhor que eles para dizer.

Então ontem saímos rumo ao Lago Escondido, pedalamos por 70 km +- do camping municipal de Ushuaia (próximo ao Trem do Fim do Mundo) até um lugar seguro para dormir. Enfrentamos muito vento vindo do norte para o sul, desfavorecendo muito a pedalada, e no meio do caminho o nosso primeiro Paso, o Paso Garibaldi. Subir 500m com 50kg de equipo, vento em alta velocidade vindo na sua cara não foi facil mas chegar ao topo é uma sensação indescritivel. Logo a nossa frente a maravilhosa paisagem do Lago Escondido, com a força do vento a chuva logo se transformava em pedrinhas de gelo que batiam com força em nossos anoraks e tivemos que descer rapidamente, digo que nunca senti tanto frio na minha vida. As roupas estavam suadas e a descida demorou longos 30 minutos. Se alguem quer testar alguma roupa de frio, o Paso Garibaldi é o cara.

Após a descida encostamos em um posto policial onde pudemos maisu ma vez provar da hospitalidade argentina, um oficial chamado Harrington logo abriu a porta e nos convidou para entrar. Fomos recebidos com café com leite, tortas fritas e pão negro com doce de abóbora (vejam as fotos), como estava tarde perguntamos se havia algum lugar para colocarmos as barracas e acampar, ele nos explicou que não poderia nos deixar dormir perto do posto policial mas que logo adiante havia uma casa da Defesa Civil que com certeza nos hospedaria. Dito e feito, pedalamos mais 1 ou 2 km até encontrar o local, logo o Adrian nos convidou para entrar e nos mostrou uma casa em construção que poderiamos colocar as bicicletas e os sacos de dormir (fotos abaixo).

Hoje de manhã nos despedimos e o Adrian pediu para assinarmos um livro de visitas, folheando o tal livro vimos dezenas de assinaturas inclusive a do Fábio Zander que em 2000 fez a Pedalada del Fuego descrita no livro do mesmo nome (que comprei em uma de suas palestras, na dedicatória ele escreveu “Que este livro te ajude a pedalar por aí”, realmente ajudou).

Vindo a Tolhuin mais três cicloturistas (todos vindo rumo sul), entre eles David que saiu de Minessota faz 1 ano e esta descendo até Ushuaia, depois daqui para onde ele vai? Para a Africa, cruza-la de ponta a ponta. Que inveja!

Agora estamos na Panadaria La Union em Tolhuin, aqui eles hospedam de graça cicloturistas do mundo todo, com direito a banho quente e Wifi de graça.

Atualizei o album das favoritas no Flickr, que pode ser visto aqui: http://www.flickr.com/photos/leandrorepolho/sets/72157623427740886/

Abaixo seguem as fotos do post